Skip to content

Massoterapia: Conceito

Artigo por Colunista Portal – Educação – segunda-feira, 13 de abril de 2015

Tamanho do texto: A A


Algumas formas de massagens utilizam a filosofia da medicina tradicional chinesa.

Algumas formas de massagens utilizam a filosofia da medicina tradicional chinesa.
A palavra Massoterapia tem várias definições, depende de cada autor, mas, em suma, é o conjunto de toques e manobras exercidas com as mãos e outras partes do corpo ou até com aparelhos específicos, sobre uma ou mais partes do corpo. Tem finalidades terapêuticas, antiestresse, de relaxamento, estética e esportiva. A massoterapia, além de realizar a manipulação manual dos tecidos moles do corpo, pode também ser desempenhada por movimentos nas articulações, alongamentos e aplicações de argilas, pedras, calor ou frio.

A palavra massagem tem a sua origem no idioma árabe (“mass”: tocar, manusear, apalpar), mas também podemos associá-la ao grego “massein”= amassar.

De uma maneira mais clara, podemos considerar como a reunião de várias técnicas holísticas (é uma somatória de técnicas milenares e modernas, sempre suaves e naturais, proporcionando harmonia, autoconhecimento, etc.) de origem oriental e ocidental, realizadas por meio de toques, proporcionando uma sensação de bem-estar. Ajuda no conhecimento do próprio psíquico e físico, proporcionando a valorização da respiração, o desenvolvimento de uma melhor percepção corporal, aumentando a consciência e dando a devida importância ao equilíbrio para o dia a dia.

Vamos agora aprofundar um pouco mais, entendendo a parte principal da massagem: o toque.

Tocar tem por definição, uma ação ou um ato de sentir alguma coisa com a mão, o que leva às sensações. Embora o tato não seja em si uma emoção, seus elementos sensoriais induzem a várias alterações, neuronais, glandulares, musculares e mentais que, combinadas, denominamos emoção.

Ainda falando a respeito de sensações, para a maioria das pessoas, a massagem causa mais efeitos, que só produzir uma sensação agradável na pele. Ela atua sobre os tecidos moles (músculos, tendões e ligamentos), melhorando, dessa forma, o tônus da musculatura.

Embora a massagem afete principalmente os músculos logo abaixo da pele, seus benefícios (quando corretamente realizada) podem alcançar as camadas mais profundas dos músculos e possivelmente até os próprios órgãos. A massagem também estimula a circulação do sangue e ajuda o sistema linfático (por isso a importância da Unidade I), melhorando a eliminação de toxinas e o metabolismo do organismo.

Algumas formas de massagens utilizam a filosofia da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), trabalhando os Meridianos e pontos de Energia, proporcionando benefícios a todo o corpo e a todos os sistemas, eliminando sintomas e curando doenças. São elas: Do-in, Shiatsu, Tui-Ná.

Lembre-se, a massoterapia alivia dores musculares, estimula a circulação sanguínea, auxilia o sistema linfático, o que ajuda a eliminar os resíduos metabólicos no corpo. A drenagem linfática utiliza a massagem para esvaziar os líquidos e resíduos metabólicos e estimular a circulação linfática. A massagem como terapia de reabilitação tem aplicação bem conhecida nos esportes.

Quase todos os times contam com um massoterapeuta para auxiliar na recuperação muscular e ajudar na reabilitação em alguns casos de lesões. Massoterapia ainda tem aplicação na prevenção de distensões e lesões, que podem acontecer por causa do excesso de tensão.

Outra grande função da massagem é o poder de melhorar o humor das pessoas por aliviar o estresse e fazer com que os clientes sintam-se mais relaxados, melhorando o bem estar geral.

Cuidado com afirmações de possíveis milagres ocasionados pela massoterapia. Apesar de promover benefícios à saúde, não há nenhum fundamento científico que sustente que a massoterapia possa curar doenças. A massagem também não aumenta diretamente a força muscular, embora seja eficiente na recuperação da fadiga após exercícios físicos vigorosos.

Além disso, cuidado em prometer grandes resultados estéticos com drenagem linfática e massagem redutora/modeladora. Tudo depende das aplicações e de cada caso. Começou-se a utilizar essas técnicas com estes fins pelos seguintes fatos: observações clínicas indicaram que quando se aplicava massagem em membro imobilizado por semanas resultava em melhora na aparência e textura da pele.

A estimulação terapêutica do sistema linfático, através da drenagem linfática, apresentou resultados no tratamento da celulite por causa da eliminação de líquidos. Por isso, estas aplicações estéticas se difundiram rapidamente entre as clínicas de beleza, salões e spas.

É fundamental ao massoterapeuta: ser consciente de seus limites, ter profundo conhecimento das estruturas afetadas ou que serão trabalhadas, reconhecer sintomas e patologias para realizar um trabalho com segurança e assim obter reconhecimento por suas intervenções. Caso contrário, este profissional pode não só agravar o problema, como causar sequelas.

Você deve ter a responsabilidade de se negar a atender algum paciente, caso identifique que ele necessite da intervenção de algum outro profissional mais indicado.

O que, infelizmente, tem ocorrido atualmente, é a marginalização da massagem, além de associarem o nome “massagem” há alguns tipos de promiscuidade. A disseminação de cursos pouco sérios (ou de qualidade duvidosa) e que não ofereçam certificação adequada, atrai curiosos, ou podemos dizer pessoas com intenções “perigosas” à área. São pessoas que não entendem a filosofia da técnica, muito menos a anatomia e fisiologia humana.

O atrativo de dinheiro fácil e lucrativo, em função do advento da indústria da vaidade, faz com que este tipo de profissional atue no mercado, depreciando a técnica e a classe profissional. Isto faz com que os médicos não recomendem algo que, deveria ser obrigatório, pelos enormes benefícios que as técnicas de massoterapia proporcionam.

O que devemos fazer é, cada vez mais, nos capacitarmos para realizar um excelente trabalho e assim difundir os benefícios, sem prometer milagres. Fiscalizar e denunciar também são nossos deveres, pois não podemos permitir que pessoas de boa fé sejam lesadas ou sofram consequências nas mãos de profissionais inescrupulosos.

Anúncios

massoterapia belo horizonte

 https://massoterapiabelohorizonte.wordpress.com/

massoterapia para recuperação e preparação física

massoterapia-belo-horizonte

marcelo (massoterapeuta) – 10 anos de atendimento.

contato: (31)97569006 (vivo) , (31)34667798

massagem terapêutica para recuperação e preparação física

ideal para complementar atividades de fisioterapia

e atividades físicas em geral.

 

cartoes

massoterapeuta belo horizonte marcelo (31)97569006


  • 9
  • maio

A história da massagem é tão antiga quanto à do homem. Estudos arqueológicos indicam que, já na pré-história, o homem promovia o bem-estar geral e adquiria proteção contra lesões e infecções por meio de fricções no corpo.

De origem latina, a palavra massoterapia é a junção entre “masso”, que significa massagem, e “terapia”, que quer dizer tratamento. Portanto, é o uso da massagem através da manipulação dos tecidos moles para tratamento dos distúrbios do corpo. É uma terapia extremamente tradicional, mas que foi admitindo vertentes orientais e ocidentais. A maioria das culturas antigas praticava alguma forma de toque terapêutico: em seus métodos usavam ervas e óleos.

O mais velho livro sobre massagem é de 3000 a.C. e apresenta treze capítulos que mais tarde foram traduzidos para o francês. Neste período remonta à China, a origem do Anma durante as dinastias Zhou e Qin, à época do “Imperador Amarelo” Huang Di (a quem se atribui ser o formulador de toda a medicina tradicional chinesa). Anma é a técnica mais antiga praticada na Ásia, tendo influenciado a fundamentação e o desenvolvimento de várias outras técnicas, como o Shiatsu, o Tuiná e a massagem Sueca.

Registros em hieróglifos datados de 3.000 a.C. indicam a utilização da massagem também na Índia, era o início da Ayurvédica. Em 2760 a.C. Nei Ching descreveu o toque terapêutico como tratamento medicamentoso. Em 2500 a.C. os Egípcios criaram a reflexologia. Em 2000 a.C. surgem as primeiras escrituras lógicas sobre massagem.

Em 1000 a.C. Homero escreveu sobre um óleo medicamentoso usado para massagem e usou a terminologia unção e esfregar. Durante os Jogos Olímpicos em 776 a.C., os atletas gregos eram massageados antes e depois das competições. Plínio, famoso naturalista romano, era regularmente submetido a fricções para aliviar sua asma. Júlio César (o grande imperador romano) sofria de epilepsia e para alívio de suas crises de neuralgia e cefaléia, era submetido diariamente a sessões de pinçamentos.

Desta forma, a massagem percorreu todo o oriente, chegando finalmente aos países ocidentais através da França. E baseada em estudos da anatomia e fisiologia, surgiu a massagem cientifica ou massoterapia que conhecemos hoje.

Em algum momento nós já sofremos alguma lesão e sempre a nossa reação instintiva é a de friccionar ou segurar a área para diminuir a dor. E foi justamente esta reação simples que foi evoluindo até o sistema de massagens que conhecemos hoje. As ações primárias da Massoterapia resumem-se em maximizar a circulação da energia vital pelo corpo; estimular a circulação de uma forma geral; auxiliar no combate de dores; contribuir para a organização do tônus muscular; contribuir para a normalização das funções fisiológicas e auxiliar na administração das tensões e do estresse.

Boa massagem!

massoterapia

massoterapia

A história da massagem é tão antiga quanto à do homem. Estudos arqueológicos indicam que, já na pré-história, o homem promovia o bem-estar geral e adquiria proteção contra lesões e infecções por meio de fricções no corpo.

De origem latina, a palavra massoterapia é a junção entre “masso”, que significa massagem, e “terapia”, que quer dizer tratamento. Portanto, é o uso da massagem através da manipulação dos tecidos moles para tratamento dos distúrbios do corpo. É uma terapia extremamente tradicional, mas que foi admitindo vertentes orientais e ocidentais. A maioria das culturas antigas praticava alguma forma de toque terapêutico: em seus métodos usavam ervas e óleos.

Preparação para atletas amadores ou profissionais

kinesio tape bh

Preparação de atletas para competições e treinamentos

feita em dois dias:

primeiro dia: sessão de massagem revigorante (um dia antes da competição)

segundo dia:

1- movimentos de massagem e alongamentos vigorosos

2-aplicação de banda neuro muscular, antes da competição ou treino. ( feita no dia da competição)

marcelo – (31)97569006 / (31)34667798 (massoterapeuta com certificado para o uso da taping esportiva)

KINÉSIO TAPING belo horizonte

atenção: a taping esportiva não deve ser colocada sem as devidas técnicas corretas

Doenças que chegam com a idade

Dores nos joelhos, na coluna e limitações de movimentos. Com o passar dos anos, esses são alguns dos sintomas causados pelo desgaste das articulações. Embora o predomínio seja em pessoas com mais de 60 anos, crianças, jovens, atletas e adultos não estão livres de desenvolvê-las. “Entre as mais comuns na população, estão a artrite reumatoide e a artrose”, diz o dr. Reynaldo Jesus-Garcia, ortopedista e médico coordenador do Programa Integrado de Ortopedia e Reumatologia do Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE).

Doenças que chegam com a idadeApesar do nome parecido, artrite e artrose são doenças diferentes.

A artrite é uma inflamação da articulação que destroi a cartilagem. Dessa forma, o atrito das extremidades dos ossos aumenta e gera irritação no local. A mais comum entre as artrites é a reumatoide. Esse quadro ainda tem causa desconhecida, entretanto é a mais grave das inflamações. “É uma doença autoimune, devido a uma reação de anticorpo do próprio organismo contra a cartilagem, que acaba desencadeando uma resposta inflamatória”, explica o dr. Reynaldo.

“É uma doença autoimune, devido a uma reação de anticorpo do próprio organismo contra a cartilagem, que acaba desencadeando uma resposta inflamatória”

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a artrite reumatoide ocorre com frequência duas vezes e meia maior em mulheres do que em homens. Os sintomas são rigidez, inchaço e vermelhidão nas mãos, limitação de movimentos e dor intensa. Ao longo dos anos, as articulações vão apresentando deformidades que limitam intensamente o movimento das articulações.

A artrose é uma doença degenerativa, ou seja, um desgaste natural das articulações. As principais causas são sedentarismo, má postura, traumas frequentes – ocasionados por pancadas e lesões -, além do excesso de peso. Dores que aparecem com o movimento ou em repouso, mais comuns pela manhã, são os principais sintomas. A boa notícia é que a artrose pode ser prevenida.

Cuide de seus movimentos

A melhor maneira de evitar essas doenças é controlar o peso, fortalecer a musculatura e adotar hábitos alimentares saudáveis, pois o envelhecimento do organismo torna-se mais lento. Mas quando esses problemas aparecem, é inevitável realizar um tratamento à base de medicamentos para amenizar a dor e preservar a função da articulação acometida, além das alternativas para estimular a regeneração da cartilagem.

Em casos mais graves, pode ser feita uma cirurgia, realizada nos ossos e não na própria articulação, para corrigir a postura e mudar a posição do eixo do osso que está limitando o movimento da pessoa. Há ainda a alternativa de cirurgia para retirar os tecidos que estão inflamados, por meio da artroscopia. Caso a doença progrida, pode ser feito um implante de cartilagem, em que fragmentos de cartilagem saudáveis são retirados para serem colocados em locais desgastados. Nos casos avançados, pode ser necessária a ressecção da cartilagem da articulação e a substituição por uma prótese metálica no lugar da cartilagem destruída.

Publicada em junho/2008

Atualizada em novembro/2009